Maria, mãe dos empreendedores, rogai por nós!


As maiores dificuldades se tornam leves quando nos abrigamos no colo de nossa mãe. Experimentamos isso na infância e se na idade adulta ainda temos essa alegria reconhecemos que na fragilidade de nossas mães sempre se esconde uma força que nos ampara, anima e ajuda a gente.


E como quando criança, a chacoalhar a poeira depois da queda e voltar a correr novamente. Quando criança, o alento de mãe nos ajudava a correr para a brincadeira, hoje o alento de mãe nos ajuda a voltar para a correria da vida.


Mas não podemos esquecer que temos também uma grande mãe espiritual, nossa Senhora, mãe de Jesus e mãe de todos os cristãos. Foi um dos grandes presentes que ele nos deu. Do alto da cruz, proclamou a Virgem Maria como mãe de todos os seus discípulos, de todos aqueles que são seus amigos (cf. Jo 19,25-27).


Além disso, se podemos pensar em uma mulher que gostava de enfrentar o desconhecido, trilhar caminhos ainda não percorridos e viver das surpresas e alentos de Deus somente podemos falar de nossa Senhora. Assim, ela pode ser realmente chamada de mãe dos empreendedores.


Para Deus nada é impossível

Todo empreendimento é colocar nossa pele em risco. Assumimos um sonho, fazemos sacrifícios e não temos certeza matemática sobre quais resultados virão. Imagina aceitar ser a mãe do Salvador. Imagina aceitar a missão de cuidar daquele que salva. Mas às pessoas que recebem de Deus o chamado para percorrer novos caminhos e dar ao mundo o frescor da criatividade de Deus sempre recebem do Senhor a palavra certa e o pensamento certo.


Assim, diante da admiração de nossa Senhora às palavras do Anjo, este lhe conforta: porque para Deus nada é impossível (cf. Lc 1,26-38). Hoje, a Virgem Maria repete a nós empreendedores as palavras com as quais ela mesma foi consolada: para Deus nada é impossível.


Querido irmão e irmã empreendedores, na sua oração, nas suas preocupações e naqueles momentos mais exigentes pensa em nossa Senhora e agradece a coragem que ela teve: ela abriu caminho para nós. Agora é nossa vez de abrir caminho para os que virão. Quem crê abre caminhos.


Fazei tudo que Ele vos disser

Empreender tem muito a ver com identificar necessidades e querer oferecer soluções onde abundam os problemas, as dificuldades. Todo empreendedor tem sempre um faro para reconhecer espaços não preenchidos e perguntas não enfrentadas. Nossa Senhora, mãe dos empreendedores, nos ensina a estar sempre atentos às necessidades daqueles que nos cercam.


Assim foi nas bodas em Caná da Galileia. A pedido dela Jesus fez seu primeiro sinal como Messias e Salvador (cf. Jo 2, 1-12). Mas o olhar atento de nossa Senhora se voltou a Jesus que é fonte de toda criatividade, resposta às nossas inquietações e satisfação de toda nossa miséria. Lá ela nos ensinou o essencial: façam tudo o que Ele vos disser!


É da boca de Jesus, de suas Palavras e Evangelho que o empreendedor se alimenta. E quando invoca a mãe do Senhor, ela insiste para que a jornada do empreendedor comece e termine em Jesus. <