POR QUE OS PAIS SURTAM? FILHOS COM CORAÇÃO INQUIETO, PAIS COM CORAÇÃO AFLITO

Você tem filho ou filha adolescente, apresentando mudanças bruscas de comportamento? Como você tem reagido? Como tem sido o relacionamento de vocês?

Seu filho jovem adulto, estudando na Universidade, parece ser outra pessoa abandonando tudo o que antes ele achava bom, legal e importante?


Se você respondeu sim a pelo menos uma dessas perguntas, você vai gostar de ler este artigo. Vale a pena também compartilhar com alguma mãe ou pai à beira de um surto... Mantenha a calma, vamos ler até o fim!


É muito comum os pais de adolescentes entrarem quase em pânico diante das mudanças e questionamentos que seus filhos começam a apresentar. Parece que da noite para o dia, o bebê sempre manso e compreensivo vira um monstrinho pronto para atacar.



O bebê vira um monstrinho, atacando tudo...

E atacam tudo! Atacam o que os pais dizem e os chamam praticamente de mentirosos. Quantas vezes o filho de longe grita diante da explicação da mãe ao pai: “Não foi isso que aconteceu não!” Estão sempre prontos a corrigir e a “melhorar” o que os pais têm a dizer.

Atacam também os costumes da família. De uma hora para a outra não querem mais acompanhar os pais, arranjam desculpas para ficar em casa ou simplesmente começam a querer andar com a turma deles. O que antes era uma tradição de família, agora ficou para trás...

E, finalmente, atacam também a “verdade” que os pais ensinaram... Sempre há um professor que explicou diferente, o Youtuber Famoso disse que não tem nada a ver o que os pais ensinam ou o artista tal mandou jogar tudo para o alto porque cada um tem que fazer como acha melhor.

É nessa hora que os pais surtam porque é mais fácil dar bons conselhos e ser paciente com o filho dos outros do que quando são os nossos que estão agindo assim. Mas é também nessa hora que os pais precisam saber escutar, o que não significa concordar com o que seus filhos dizem. Escutar sim! Dialogar, com certeza!


Como dialogar com aqueles que se escondem no celular?

Mas como dialogar com os filhos se eles fugiram para dentro do celular? Como atrair sua atenção se cada vez mais estão distantes dentro da própria casa?

Foi ouvindo essas e outras perguntas que surgiu o livro CORAÇÃO INQUIETO – ZAPS A LUCÍLIO, TIBÚRCIO E EUGÊNIA (Paulinas – 2018). Nesse livro, três jovens que parecem muito com o seu filho ou com sua filha interagem em conversas de whatsapp com o padre que tenta lhes esclarecer assuntos tão importantes para eles, mas às vezes espinhosos para os pais conversarem com seus filhos.

A metodologia dos diálogos é bastante simples. O padre sempre deixa que o jovem diga o que pensa. Isso não significa que ele concorda com o que escuta, aliás: com o que lê... Depois, ele começa a dialogar com os jovens mexendo nas ideias, no modo como eles apresentam seu raciocínio. O primeiro momento é essencial: se o jovem não se sente acolhido, não poderá ser orientado. E isso demanda muita paciência...


Conheça os personagens e os temas enfrentados no livro

Eugênia e Tibúrcio têm 16 anos. Estão naquela fase muito difícil de não se sentirem compreendidos pelos pais. Para eles parece que os pais não conseguem entender o que se passa com eles. Os conflitos são tantos que Tibúrcio até se pergunta se discordar dos pais é pecado (cf. página 13 em diante) enquanto Eugênia imagina que todos conspiram contra ela quando concordam com a sua mãe (cf. página 23). Não é fácil para esses jovens se encaixarem no mundo que para eles parece muitas vezes exigente e confuso... Os temas relacionados a esses dois jovens são: pecado grave, masturbação, castidade, ideologia de gênero, namoro santo, discernimento e pecados capitais. Temas muitas vezes complicados para os pais dialogarem com seus filhos, não né mesmo?

Lucílio é um jovem universitário, vivendo os conflitos do início da vida adulta. Quais são os limites para a sua liberdade? Como ele pode construir suas decisões sem entrar em uma verdadeira encrenca? A bebedeira numa festa da faculdade dá a chance de refletir sobre coisas essenciais da vida adulta: a liberdade, as consequências de nossas escolhas e os limites que precisamos colocar para nós mesmos. Com ele os seguintes temas são abordados: pornografia, pecado e ocasião de pecado, liberdade vs. livre-arbítrio e o famoso conflito com os pais.


O livro é de fácil leitura, com espaço ainda para anotações sobre ideias do texto ou das reflexões que podem surgir.

Recomendo a leitura. Você encontra este livro em todas as livrarias Paulinas e nas principais livrarias católicas.

Caso queira, neste link abaixo você pode ler parte do livro. Vale a pena dar uma clicada!

36 visualizações

CVS LIVROS E CONHECIMENTO (CNPJ 37.107.917/0001-08)

R. Manoel Sanches Grilo, 191, Mogi das Cruzes (Prazos de entrega conforme divulgado em cada produto)