Na fortaleza da fé: um roteiro de oração para combater o coronavírus

Atualizado: Jul 30


Todos estamos com dificuldade de rezar porque atravessamos dias difíceis no combate ao coronavírus. Nossas preocupações crescem. Temos preocupações com as pessoas que amamos, com nosso trabalho, com tudo que faz parte da nossa vida. Temos medo do hoje, do amanhã e do futuro.


Isso tudo atrapalha nosso pensamento, bagunça com nossas emoções e nos paralisa.


Como podemos sair disso?

Como podemos enfrentar tudo isso?


Nessas horas, precisamos de um refúgio, de um apoio, de uma rocha: nossa rocha é Deus. Mas como podemos vencer o medo se o alimentamos com ideias negativas e muitas vezes irreais?

A fé é nossa proteção, é nosso refúgio

Por isso, neste texto, quero ajudar você a fortalecer sua confiança no Senhor e, principalmente, ajudar você a rezar como tantas pessoas vencedoras rezaram para enfrentar suas batalhas. Hoje nossa batalha é contra o coronavírus, mas sabemos que depois dessa muitas outras batalhas ainda virão.


A Bíblia é cheia de testemunhos de tantas pessoas que caminharam no meio de grandes dificuldades e venceram. Assim como elas venceram, você também pode vencer!


Antes de prosseguir essa leitura, agora mesmo, professe a sua fé: CREIO EM DEUS PAI TODO-PODEROSO... (Caso não se recorde, professe com suas palavras.)


A profissão de fé foi a âncora de tantos santos e santas. São Paulo disse:


Eu não me envergonho, porque eu sei em quem eu depositei a minha fé. (2Tm 1,12)


Agora que você professou sua fé, leia comigo essas passagens da Bíblia. Elas ajudarão você a se fortalecer. Repita várias vezes, perceba as palavras que eu destaquei, medite sobre elas.


Escolha uma passagem para memorizar e repetir quando vierem o medo, a angústia e a ansiedade. Nessas horas vocês se recordará em quem você deposita sua fé.


Eis, o Deus da minha salvação: sinto-me inteiramente confiante, de nada tenho medo, porque Iahweh é minha força e meu canto. Ele, minha salvação! (Is 12, 2)


Iahweh é bom; Ele é abrigo no dia da tribulação. Ele conhece aqueles que nele se refugiam. (Naum 1,7)


Clamo ao Deus Altíssimo, ao Deus que faz tudo por mim. (Sl 56/57, 3)

E dizendo a Iahweh: Meu abrigo, minha fortaleza, meu Deus, em quem confio! (Sl 91/90, 2)

Deus é nosso Pai

Nesse momento, recorda que Deus é Pai, é nosso Pai! E foi para isso que nosso Senhor Jesus Cristo morreu e ressuscitou: para nos dar a garantia de sermos filhos de Deus.


Por isso, convido você a rezar comigo a oração que o próprio Senhor nos ensinou. Nela chamamos Deus de nosso Pai e pedimos que Ele nos livre do mal. Rezemos: Pai nosso...


Jesus ensinou que devemos rezar sempre, sem jamais desistir e contou a história de uma viúva (Cf. Lc 18, 1-8). No final do texto, deixarei essa passagem do evangelho caso você queira meditar com as próprias palavras do evangelho. O que precisamos guardar em nosso coração agora?


  • Temos necessidade de rezar sempre, sem jamais desistir. Repito, a cada momento que vier o medo, lembre-se das passagens que já meditamos;

  • Mesmo um juiz injusto atendeu uma pobre viúva por causa da sua insistência: devemos rezar com insistência;

  • Se um juiz injusto que não temia a Deus fez o bem, imagina como Deus que é nosso Pai nos acompanhará e atenderá nos momentos mais difíceis: confiança, confiança e confiança!


Faça um compromisso de confiança

Encerrando este momento, faça com suas palavras um compromisso de confiança dizendo ao Senhor que você entrega sua vida e a vida de todos que você ama nas mãos Dele, diga que você sabe que ele é Pai que lhe ama e acompanha em todos os momentos. No final, peça também a nossa Senhora que lhe ajude e lhe cubra com seu manto sagrado. Reze uma ave-maria.

O evangelho para você meditar

Contou-lhes ainda uma parábola para mostrar a necessidade de orar sempre, sem jamais esmorecer. “Havia numa cidade um juiz que não temia a Deus e não tinha consideração para com os homens. Nessa mesma cidade, existia uma viúva que vinha a ele, dizendo: ‘Faz-me justiça contra meu adversário!’ Durante muito tempo ele se recusou. Depois pensou consigo mesmo: ‘Embora eu não tema a Deus, nem respeite os homens, contudo, já que essa viúva me dando fastio, vou fazer-lhe justiça, para que não venha por fim esbofetear-me’” E o Senhor acrescentou: “Escutai o que diz esse juiz iníquo. E Deus não faria justiça a seus eleitos que clamam a ele dia e noite, mesmo que os faça esperar? Digo-vos que lhes fará justiça muito em breve. Mas quando o Filho do Homem voltar, encontrará fé sobre a terra?” (Lucas 18, 1-8; Bíblia de Jerusalém)

Por que vacilamos na oração?

Certamente você se recorda que mesmo antes do combate ao coronavírus houve outros momentos de abalo na oração. Por que isso acontece?

Neste texto, você irá ver muitas coisas que frequentemente dificultam nossa vida espiritual. Leia com atenção. Mais do que combater o coronavírus, precisamos fortalecer nossa vida de oração.

CVS LIVROS E CONHECIMENTO (CNPJ 37.107.917/0001-08)

R. Manoel Sanches Grilo, 191, Mogi das Cruzes (Prazos de entrega conforme divulgado em cada produto)