Como reagir a situações desagradáveis – cuidado com pensamentos sabotadores



Duas cabeças, uma com uma bomba e outra com uma lâmpada acesa, imagem de um bom pensamento
Duas cabeças, em uma está uma bomba, na outra uma ideia

Depois do ocorrido sempre vemos que poderíamos ter feito as coisas de um modo diferente, que poderíamos ter reagido de um modo mais positivo.


Mas, por que naquele exato momento não fomos capazes de fazer assim? O que nos cegou, o que nos ensurdeceu? E ainda nos chateamos porque tentamos fazer tudo aquilo que nos parecia ser o melhor.


Se isso pode ser uma catástrofe na vida individual e familiar, imagina o impacto dessas situações quando temos que tomar decisões no mundo dos negócios e você, querido empreendedor, já deve ter se visto em situações semelhantes.


Identificar os filtros com que vemos a realidade

A boa notícia é que podemos identificar os filtros com os quais enxergamos nossa realidade e descobrir que nossa reação não precisa ser necessariamente esta ou aquela. Quando identificamos esses filtros, percebemos que há mais possibilidades do que imaginamos.


Vamos exemplificar:

Primeiro caso: Você está sentado para um café com possíveis parceiros em um novo projeto e inesperadamente você deixa cair café na sua camisa. Como você reagiria? Há apenas uma única forma de reagir a isso?


Segundo caso: Um estagiário a quem você recentemente negou uma solicitação é quem derrama café em sua calça, como você reagiria? Há apenas uma única forma de reagir a isso?


Certamente hoje você se dá conta que há várias formas de reagir, mas se você tentar se lembrar de episódios semelhantes que realmente aconteceram com você, talvez você se lembre de reações que teve e das quais se arrependeu, mas naquele momento parecia ser o único modo de reagir.

O que se passou?