COMO EDUCAR FILHOS ADOLESCENTES? 3 CONSELHOS DE JESUS

Atualizado: 4 de Dez de 2019

Você nunca acreditou que ser pai ou mãe de adolescente seria tão difícil, não é mesmo? Você ouvia as pessoas e sempre acreditava que com você seria diferente... Mas não está sendo diferente. E o que fazer? Muitos pais quase entram em desespero.

Porém, não estamos tão nas trevas assim! Aliás, brilhou para nós a luz de Cristo e podemos sim aprender muitas coisas sobre o coração das pessoas lendo o evangelho de Jesus Cristo. Jesus sabia ler o que as pessoas tinham em seus corações inquietos. Muitas vezes os evangelistas diziam que Jesus sabia o que as pessoas tinham em seus corações. Por isso, podemos muito aprender com Jesus no modo de enfrentarmos os conflitos do dia a dia.

Compartilho com você, e espero que você compartilhe com outros pais, três conselhos que recebemos de Jesus e que servem muito bem para os pais de adolescentes. São conselhos que exigem de nós capacidade de aprender sempre:

- Aprender a conhecer nossos recursos;

- Aprender a perceber a origem dos conflitos;

- Aprender a reconhecer a presença de Jesus nas tempestades.

Cada um desses conselhos aparece em partes diferentes do evangelho, mostrando-nos que o evangelho é uma grande escola para pais, filhos e filhas.

Aprender a conhecer nossos recursos (cf. Mc 6, 30-44)

Muitas pessoas conhecem bastante a passagem da multiplicação dos pães. Sabem que havia uma multidão e Jesus deu de comer a muita gente. O que poucos notam – por isso, leiam mesmo o texto do evangelho! – é que antes de qualquer milagre, quando os apóstolos estavam assustados com tamanha multidão para alimentar, Jesus os mandou fazer um levantamento sobre o que eles tinham: Quantos pães tendes? Ide ver. São as palavras de Jesus. Ele não fez a aparição dos pães, mas fez com que os pães que estavam ali fossem suficientes para alimentar a todos.

Trocando em miúdos, querido pai ou mãe, antes de esperar de Jesus um milagre, verifique que pão você tem à sua disposição. Verifique o que já está em seu alcance, com o que você pode contar. Conhecer a si mesmo e suas habilidades é importantíssimo. Não vá rezar a Jesus como um desesperando dizendo que não sabe nada, não tem nada para fazer... Pelo contrário, apresente a Jesus: Senhor, é isto que sei, é isso que posso... coloca sua mão e abençoa para que isto que eu tenho seja suficiente diante da missão.


Aprender a perceber a origem dos conflitos (cf. Lc 12, 13-21)

Há sempre brigas entre irmãos. Adultos ou crianças, sempre brigamos por alguma coisa. Porém, há uma passagem em que alguém pede que Jesus faça justiça, interfira em uma situação aparentemente injusta.

Conforme o texto de Lucas, um irmão, possivelmente um seguidor de Jesus, pede-lhe que interceda para que seu irmão reparta a herança de maneira justa. A resposta de Jesus e o contexto parecem indicar que Jesus responde ao que reclama, dá seu parecer não ao outro irmão, mas àquele que pediu diretamente a intervenção de Jesus. E sua resposta foi simples: cuidado com a cobiça porque o valor da vida de uma pessoa não depende das suas posses.

A resposta de Jesus lança um olhar não no resultado do mal-estar entre os irmãos, mas na origem desse mal-estar: o que se passava no próprio coração. Vejo também nos conflitos entre pais e filhos muitos apelos para que Jesus intervenha. E me surpreende como essa passagem do evangelho ilumina para que cada um olhe para si mesmo antes de cobrar a justiça contra o outro. Trocando em miúdos, antes dos pais esperarem a intervenção de Jesus, devem olhar para si mesmos para ver se não é dentro do seu coração que esse conflito é alimentado. Antes dos filhos esperarem a intervenção de Jesus, deveriam antes verificar se tais conflitos não estão saindo do próprio coração.

Aprender a reconhecer a presença de Jesus nas tempestades (cf. Mc 4, 35-41)

É uma passagem muito intrigante e sendo lida à luz das preocupações de pais com seus filhos pode nos trazer um ensinamento fundamental: querido pai ou mãe, para você, educar seu filho é missão que Deus lhe confiou ou é uma tarefa que você deve realizar por si mesmo?

Há uma diferença enorme entre missão e tarefa. A palavra tarefa realça o trabalho, o esforço. Mas a palavra missão indica que você foi enviado e que Aquele que o enviou o acompanhará e garantirá as condições de realizar essa missão. Nessa passagem do evangelho da tempestade acalmada, são Marcos ressalta que praticamente por causa do medo da tempestade os discípulos não se deram conta de que Ele estava lá e não iria permitir que o barco afundasse.

Trocando em miúdos, na missão de educar os filhos, os pais não podem perder de vista que foram enviados pelo Senhor e que Eles o acompanha. Sim, Jesus está no mesmo barco que os pais. E se Ele dorme é porque exatamente sabe o que deve ser feito. Nesta passagem, a grande pergunta não é o tamanho da tempestade, mas por que ter medo se o próprio Jesus está com eles. Assim também diante das tempestades os pais precisam intensificar no coração a confiança na presença de Jesus. Essa passagem mostra como a educação dos filhos depende da qualidade da espiritualidade de seus pais.

Aprender... eis uma constante na vida de pais

Os pais estão sempre aprendendo e reaprendendo com seus filhos. Aprender a conhecer seus recursos e capacidade, aprender a olhar com mais profundidade a origem dos conflitos e aprender a reconhecer o próprio Jesus nessa luta exige uma atitude firme e humilde de sempre se deixar instruir por Jesus. Aprender mais e mais é essencial para superarmos as dificuldades.

Por isso, sua opinião é muito importante. Esse texto o ajudou em alguma coisa? Tem alguma sugestão para refletirmos um pouco mais neste espaço do site? Você pode compartilhar esse texto com seus amigos?

Um livro para pais e filhos: CORAÇÃO INQUIETO

Os jovens estão o tempo todo “no” celular. Vivem no mundo digital. Você ainda consegue dialogar com seu filho?! Se alguém quiser compreendê-los para evangelizá-los, precisa conhecer este mundo, sua linguagem.

Ao longo de anos como padre estive orientando e ajudando muitos jovens em sua caminhada. Recentemente, escrevi o livro CORAÇÃO INQUIETO: ZAPS A LUCÍLIO, TIBÚRCIO E EUGÊNIA lançado pela Editora Paulinas.

Nele estes três jovens, cada um com seus conflitos pessoais, dialogam com o padre de maneira direta e sem rodeios. Conversamos sobre todas as coisas do universo dos jovens: conflito com os pais, liberdade, sexualidade, pecado, namoro etc.

A leitura é bastante acessível e todo o livro é em formato de conversa de “whatsapp”! Pais e filhos, catequistas e educadores encontrarão muito prazer nesta leitura e poderão esclarecer muitas dúvidas.

O livro é um lançamento da EDITORA PAULINAS e já pode ser encontrado nas livrarias Paulinas ou demais livrarias católicas. Veja mais detalhes visitando este link https://www.paulinas.com.br/loja/coracao-inquieto

90 visualizações

CVS LIVROS E CONHECIMENTO (CNPJ 37.107.917/0001-08)

R. Manoel Sanches Grilo, 191, Mogi das Cruzes (Prazos de entrega conforme divulgado em cada produto)